Açúcar: em 5 passos acabe com a sua dependência e tenha saúde!

Açúcar: em 5 passos acabe com a sua dependência e tenha saúde!

açúcar

Açúcar é o grande vício do século. Está presente em muitos alimentos, sem ser de forma natural, e o seu consumo exacerbado é causador de muitas doenças cuja incidência tem vindo a aumentar. É oficial: estamos cada vez mais dependentes do açúcar. Comemos demais e queremos continuar a fazê-lo. Estudos recentes têm chamado a atenção para os sintomas da dependência do açúcar no nosso organismo, que se evidenciam pelo desejo constante de algo doce, pela ansiedade que a sua falta causa e pela tolerância que vai aumentando aos poucos e, consequentemente, dá sinais ao nosso organismo para consumir mais. O tema está na ordem do dia também pelo facto de as crianças consumirem cada vez mais quantidades de açúcar: inverter esta tendência é crucial para pais e filhos.

Lá em casa alguém anda sempre a correr atrás do próximo doce? Então leia os 5 passos que aqui partilhamos para ajudar a controlar a dependência do açúcar! Por si, pela sua saúde e bem-estar, está na hora de inverter esse ciclo!

 

1. Comece por conhecer bem o inimigo: o açúcar

Para diminuir os sintomas de dependência do açúcar é necessário começar por reduzir o seu consumo. Como? Sabendo claramente quais os alimentos que o integram na sua composição. Leia os rótulos nutricionais e, durante uma primeira semana, controle a quantidade de açúcar que ingere e através de que alimentos. Desta forma, tornar-se-á claro para si quais os erros que anda a cometer.

Para fazer este controlo deve saber que:

  • Um grama de açúcar contém 4 calorias. Sabendo quantos gramas de açúcar tem um alimento (através do rótulo nutricional), poderá contabilizar o nº de calorias multiplicando esse número por 4.
  • Caso o alimento inclua mais de uma dose (por exemplo, 4 bolachas e não apenas 1), multiplique o resultado do primeiro passo por 4 para chegar ao nº total de calorias de açúcar.

 

2. Agora, seja seletivo com os seus alimentos

Depois do primeiro passo para diminuir a sua dependência do açúcar, estará apto para começar a fazer uma melhor seleção dos alimentos. Elimine aqueles que mais contribuem para a ingestão de açúcares. Será o bolo que come ao pequeno almoço? O iogurte com pepitas de chocolate? Ou as bolachas que pareciam ser mais saudáveis do que, na realidade, são? Diminuir a dependência do açúcar exige alguma organização da sua parte. Por outro lado, inclua novos alimentos, os mais naturais e variados que lhe seja possível. Diversifique a sua alimentação, torne-a colorida, vitamínica e nutritiva. Simples e natural.

 

3. Tenha força de vontade para diminuir a dependência do açúcar

É natural que, ao cortar no consumo de açúcar, vá sentir uma necessidade mais forte de comer algo que o satisfaça. Poderá mesmo ter alguns sintomas da chamada abstinência, tão comuns em produtos que causam adição: alguma irritabilidade, cansaço ou até dores de cabeça. A primeira ideia que lhe virá à cabeça será comer, pois poderá confundir estes sintomas com fome. Não se deixe enganar: é apenas o seu organismo a adaptar-se a novas quantidades de ingestão de açúcar. Mantenha-se firme na sua decisão de diminuir a dependência do açúcar e verá que, em questão de dias, estes sintomas desaparecem. Vai deixar de sentir essa vontade que atormenta nos primeiros tempos.

 

4. Encontre um equilíbrio na satisfação dos seus desejos

Os desejos alimentares são muito comuns e frequentes. Quer esteja a fazer dieta ou não, a vontade de comer “um docinho”, de beber “uma bebida com gás” ou de “petiscar uns salgadinhos” é-nos muito familiar. Se costumava satisfazer estes desejos e, agora, não o faz, é normal que intensifiquem, mas não ceda à tentação! Para quem procura diminuir a dependência do açúcar, o truque passa por saber como responder aos desejos:

  • Em vez de comer um pacote de bolachas, procure uma opção mais saudável ou faça-as mesmo em casa, sem açúcar, e coma moderadamente;
  • Se lhe apetece um refrigerante opte por uma água com sabores;
  • Gosta de comer batatas fritas em frente à televisão? Os frutos secos são uma boa alternativa;
  • Se as tardes de verão pedem um bom gelado, porque não misturar fruta com iogurte natural ou fazer um gelado apenas com fruta?

O segredo é encontrar alternativas para aliviar estes desejos, com alimentos mais saudáveis, em quantidades moderadas, caso contrário torna-se muito difícil diminuir a dependência do açúcar.

 

5. Seja persistente, não perca de vista o objetivo: ficar livre do vício do açúcar

Depois de algumas semanas a seguir estes passos, sentirá diferenças em si, no seu organismo e sobretudo no controlo que tem sobre o açúcar. Ao quebrar com essa dependência, que implica necessariamente uma redução no consumo de alimentos processados carregados de açúcar artificial mas também de aditivos, vai ter um estilo de vida muito mais saudável. A sua saúde vai sair reforçada e o seu corpo vai ficar mais leve e em forma, porque, acredite, vai emagrecer. A perda de peso será apenas uma das consequências. O vício que tinha vai diminuir, alguns alimentos que antes eram uma tentação, vão parecer demasiado doces. O seu palato vai habituar-se a novos sabores e alimentos.

À medida que tudo isto vai acontecendo, vai ter motivação e vontade extra para refinar a sua dieta. Aos poucos, vai eliminar o açúcar aqui e ali e, quando parar para ver, já praticamente não o consome e a sua dependência do açúcar desapareceu, quase sem se aperceber. A par disso, adquiriu novos e bons hábitos alimentares, boas rotinas de vida saudável. A sua saúde melhorou exponencialmente e ganhou em energia o que emagreceu em quilinhos que estavam a mais.

 

Melhorar a nossa qualidade de vida, a nossa saúde e a nossa aparência física, depende maioritariamente da força de vontade de cada um. Hoje em dia temos acesso a toda a informação sobre a dependência do açúcar e, considerando que o estilo de vida atual propicia a ingestão de alimentos repletos de açúcares, urge tomar a iniciativa de contrariar este ciclo.

 

Está decidido a colocar em prática os 5 passos para diminuir a dependência do açúcar?

Gostávamos que, depois, partilhasse connosco a sua experiência! Se a sua família também aderir, conte-nos como correu! Ficamos a aguardar.

Em breve partilharemos mais um artigo sobre alimentação, saúde e bem-estar – para estar a par, subscreva o nosso blog.

 


Comentários

Comentários

Translate »