Cronodieta: uma dieta para comer de tudo, à hora certa!

Cronodieta: uma dieta para comer de tudo, à hora certa!

cronodieta

A cronodieta é uma dieta que se rege pelo nosso ritmo biológico. Segundo o seu responsável, o médico italiano Mauro Todisco, o segredo das dietas não é deixar de comer este ou aquele alimento: é saber a que momento do dia devemos ingeri-los. Curioso?  Leia este artigo e fique a conhecer mais detalhes sobre os princípios da cronodieta.

 

A cronodieta, trocada por miúdos

Como sabemos, de manhã o nosso organismo está pronto para começar o dia e, por isso, trabalha mais ativamente. O metabolismo é mais dinâmico, o que significa que as calorias que ingerimos no início do dia são queimadas mais facilmente. Pelo contrário, à noite, quando nos preparamos para descansar, a atividade das glândulas suprarrenais e da tiroide desaceleram o seu ritmo e as calorias são armazenadas em vez de queimadas. A cronodieta segue precisamente este princípio. Se o organismo não assimila de igual forma as gorduras, açúcares e proteínas quando consumidos de manhã, à tarde e à noite, o segredo está em saber o que comer, a que hora do dia.

A cronodieta defende que o aumento do peso não é consequência das calorias que ingerimos, mas da hora a que as ingerimos. Para emagrecer, nada como comer à hora certa. A cronodieta é mais uma razão para cumprirmos horários adequados para cada uma das refeições do dia.

 

O plano alimentar da cronodieta

  • Das 7h às 9h

Para ganhar energia, opte sempre por um bom pequeno-almoço – nunca salte esta refeição! Pode incluir hidratos de carbono de absorção lenta (por exemplo, os cereais), laticínios e fruta. O seu organismo vai queimar estes alimentos, transformando-os em energia.

  • Das 9h às 11h

Coma um iogurte ou uma peça de fruta para repor alguma da energia que o seu organismo já está a consumir.

  • Das 13h às 15h

Na hora do almoço, o seu organismo está preparado para queimar (quase) tudo o que ingere, mas, ainda assim, não convém exagerar. Comece com um prato de sopa e, no prato principal, reserve sempre 75% do espaço para legumes e vegetais e divida os restantes 25% entre carne/peixe e arroz/batata/massa.

  • Das 17h às 18h

Na hora do lanche, o seu metabolismo já está em ritmo de desaceleração. No entanto, é importante repor alguma energia. Evite alimentos que se vão converter rapidamente em gorduras localizadas. Opte por alternativas mais saudáveis: um iogurte magro, frutos secos, meio pão com queijo fresco.

  • Das 20h às 21h

Durante a hora de jantar, e porque o seu organismo já está pronto para repousar, selecione alimentos que não tendem a acumular-se. Prefira as proteínas e a fibra – a carne e o peixe, os cereais, a fruta e as verduras, em saladas, por exemplo.

 

Princípios da cronodieta

  • Os hidratos de carbonos são melhor metabolizados durante o dia;
  • As proteínas são indicadas para comer no final do dia;
  • Pão, ao pequeno-almoço e almoço.
  • As verduras podem ser ingeridas a qualquer hora do dia.
  • Os doces devem ser comidos apenas ocasionalmente e nunca como sobremesa.
  • Para adoçar os alimentos é sempre preferível o mel ao açúcar refinado, já que, apesar de o valor calórico ser semelhante, o mel é nutricionalmente mais rico.
  • Em relação às bebidas, permita-se um ou dois copos de vinho ao almoço e beba sempre muita água.
  • Evite comer a partir das 20h30. Os alimentos engordam o dobro quando consumidos à noite.

 

Mais do que uma dieta, a cronodieta é uma alteração dos nossos hábitos alimentares e da nossa relação com a alimentação. Em termos gerais, trata-se de alterar a tendência muito comum de comer pouco ao pequeno-almoço e almoço (muitas vezes, por falta de tempo ou disponibilidade para apreciar uma refeição de qualidade) e muito ao jantar, altura em que, depois do cansaço do dia, tendemos a compensar com uma refeição mais substancial.

Ficou com alguma dúvida sobre a cronodieta ou gostava de saber um pouco mais sobre esta dieta que se rege pelo nosso ritmo biológico? Entre em contacto, estamos disponíveis para si.

Se quer receber artigos sobre alimentação, exercício físico, saúde e bem-estar, subscreva o nosso blog.

 


Comentários

Comentários

Translate »