Bulimia: Saiba mais sobre este problema cuide de si | Natiris

Bulimia

Bulimia

Na bulimia nervosa, as pessoas ingerem grandes quantidades de alimentos e, depois, utilizam métodos compensatórios, tais como vómitos auto-induzidos, uso de laxativos e/ou diuréticos e a prática de exercícios extenuantes como forma de evitar o aumento de peso pelo medo exagerado de engordar.

Muito diferente da anorexia nervosa, na bulimia não há perda de peso, desta forma para os médicos e família é difícil detectar o problema. Isto acontece com frequência em mulheres  e na juventude, mas pode ocorrer em homens também e pessoas com mais idade.

Causas da bulimia

Assim como na anorexia, a bulimia nervosa é uma síndrome determinado por vários factores. A ênfase cultural na aparência física pode ter um papel importante. Problemas familiares, baixa auto-estima e conflitos de identidade também são factores envolvidos no desencadear da bulimia nervosa.

Como se desenvolve?

Muitas vezes, leva tempo para se perceber que alguém tem bulimia nervosa. A característica principal é o episódio de comer de forma compulsiva, acompanhado por uma sensação de falta de controlo sobre a ingestão de alimentos que, às vezes, é feito às escondidas.

Os comportamentos direccionados para controlar o peso incluem jejum, vómitos auto-induzidos, uso de laxativos, diuréticos, e exercícios físicos extenuantes. Diagnosticar a bulimia nervosa requer atenção várias vezes por semana, durante pelo menos num periodo de três meses. A fobia de engordar acontece. Episódios em comer compulsivamente, seguido de compensar esses abusos, permanecem muitas vezes escondidos da família durante muito tempo.

A bulimia nervosa acontece a adolescentes um pouco mais velhas, em torno dos 17 anos. Pessoas com bulimia têm vergonha dos seus sintomas, portanto, evitam comer em público e evitam lugares como praias e piscinas onde o corpo é visível.

À medida que a doença se desenvolve, essas pessoas só se interessam por assuntos relacionados com comida, peso e forma corporal.

Como se trata?

A abordagem deve ser realizada por uma equipa médica. Os antidepressivos são eficazes no controlo de episódios bulímicos. A abordagem nutricional visa estabelecer hábitos alimentares mais saudáveis. A orientação familiar é necessária uma vez que a família desempenha um papel muito importante na recuperação da (o) jovem.

Como se previne?

Uma diminuição na ênfase da aparência física, tanto no aspecto cultural como familiar, pode eventualmente reduzir a incidência destes quadros. É importante fornecer informações a respeito dos riscos dos regimes rigorosos para obtenção de uma silhueta “ideal”, já que eles desempenham um papel fundamental no desencadear de transtornos alimentares.

 

Comentários

Comentários

Translate »