A Celulite: Um problema de saúde e de estética

A Celulite: Um problema de saúde e de estética

A celulite preocupa sempre um elevado número de mulheres, frequentemente desarmadas perante um problema de saúde e estética.
Com efeito, a esta desarmonia corporal corresponde um desequilíbrio e uma perturbação metabólica: que confirma, uma vez mais, que beleza e saúde são intimamente ligadas!

Mas o que é a celulite?

As células cujo papel consiste em armazenar a gordura de reserva são nomeadas adipócitos. Estão localizadas sob a epiderme e nos músculos. Se a alimentação é demasiado abundante ou demasiado energética, em especial demasiada rica em açúcares e gorduras, os adipócitos aumentam de tamanho.

Um adipócito pode aumentar até multiplicar à sua dimensão por 50! Os adipócitos, inchados, ficam sem espaço e estão apertados uns contra os outros sob a derme: aparecem então os inchaços que se designam “pele casca de laranja”.
Por razões hormonais, a celulite refere-se sobretudo às mulheres: localiza-se principalmente a nível dos quadris e das coxas. Certas mulheres são mais predispostas que outras, mas uma boa higiene de vida e uma alimentação sã, são armas eficazes para combater a celulite.

O controlo neurohormonal

As ordens de armazenamento, ou de desarmazenagem, da gordura nos adipócitos provêm de uma zona do cérebro que se chama hipófise, glândula que segrega uma serie de neurohormonas.
É também nesta zona que se situa o nosso relógio interno que controla a alternância vigilia-sono mas também todos os nossos ritmos biológicos, a começar pelo ciclo feminino.
Não é por conseguinte surpreendente que qualquer alteração vai perturbar este relógio interno e corre o risco de provocar modificações metabólicas a nível das células adiposas!
Por exemplo, certos medicamentos como os tranquilizantes ou a pílula contraceptiva, que por vias diferentes perturbam os nossos relógios biológicos, podem provocar anomalias a nível dos adipócitos.

A importância de uma boa circulação

Como todas as células, os adipócitos, são banhados por um líquido que se chama linfa. Além disso, são irrigados por micro-vasos sanguíneos, por artérias e veias, que são encarregadas de trazer os elementos indispensáveis à sobrevivência das células mas também remover os resíduos tóxicos. A hipertrofia destes adipócitos que se tornaram ‘’obesos’’ provoca verdadeiros estrangulamentos nas redes de circulação da linfa e do sangue arterial e venoso. Este abrandamento da circulação provoca asfixia dos tecidos e edema, ou seja retenção de água que não chega a circular e eliminar as toxinas. A luta contra a celulite começa por conseguinte por uma activação da circulação sob a forma de exercícios físicos simples e regulares mas igualmente massagens e drenagem linfática.

Controlar a sensação de fome

Nada é mais eficaz, para perder peso e lutar contra a celulite, que comer menos e melhor mas sem frustração nem risco de carências. É simples, mas necessita frequentemente algumas mudanças nos nossos hábitos alimentares. A melhor alimentação, recomendada para comer sem excessos, será à base de frutos, de legumes variados cozidos ou crus, de cereais integrais, ovos, peixes e queijos magros. Não se trata de um regime mas uma alimentação sã, de preferência biológica, conveniente para toda a família.

Comentários

Comentários

Translate »